Lute como uma Garota - Da Bíblia #4

Olá pessoal! 
Como prometido, o 4º texto sobre o projeto 'Ele por Elas! Deus e sua maneira de interagir com as Mulheres ao longo da história. Conheça mais :) 

Nosso intuito é mostrar que independente de época ou características, Deus sempre escolhia uma mulher para Sua obra ♥

Dados Pessoais Personagem: 
Nome: Rebeca
Bíblia: Gênesis 24;43-46
Sonho: Ter uma Missão
Dificuldades culturais: Estéril
Qualidades:Corajosa,trabalhadora, sincera e sonhadora

"A sua história se inicia a partir do momento em que Receba e Isaque se conhecem. Isaque foi o filho que Deus prometeu a Abraão e Sarah. 
Após a morte de Sarah, Abraão se negou a sepulta-la na terra onde viviam, dizia que era terra de idólatras. Por isso, comprou um local para fazer o sepultamento. Da mesma maneira, quando Isaque decidiu encontrar uma esposa, Abraão se negou a deixa-lo encontrar uma mulher daquela terra e por isso Abraão enviou um servo de sua confiança para ir à procura de uma boa esposa para seu filho Isaque longe dali.
Em Gênesis, 24:42-47 relata como foi o encontro de Rebeca com o servo de Abraão, diante uma conversa entre o servo e Deus, tiveram confirmação de que Rebeca seria a mulher prometida para Isaque. Rebeca confirma sua aceitação em querer ir com o servo em Gênesis 24:58.
E assim Rebeca partiu com aquele servo, para casar-se com um homem que nunca havia conhecido.
Rebeca expressou um desejo de obediência a Deus ao tomar esta decisão.
Deus sempre fala conosco, mas a questão é: estamos sempre dispostos a escutar a voz Dele e preparados para dizer SIM ao que Ele tem para nós? Muitas vezes queremos fazer as coisas com as nossas próprias forças e é nesse momento que caímos e nos machucamos.
Em Gênesis 24:63-67 relata o momento em que Receba e Isaque se conheceram.
Isaque se apaixonou logo que avistou Rebeca e assim foi consolado após a morte de sua mãe.
Eles se casaram e eram muito felizes, eles se amavam e o sentimento era recíproco um ao outro, eles desfrutavam de todas as bênçãos de Deus, já que estavam vivendo o que Deus havia prometido a eles.
20 anos de casamento se passaram e eles ainda não tinham filhos, Deus havia falado com Rebeca que ela teria filhos gêmeos, mas ela estava com uma luta interior tão grande, que algo a impedia de acreditar que aquilo seria possível (Gênesis 25:23). O tempo passou e os meninos gêmeos vieram ao mundo, Esaú e Jacó. A medida que o tempo passava, os irmãos mantinham uma luta entre si. Esaú era caçador e Jacó era homem pacato (Gênesis 25:27-28).
O dia a dia de Esaú era exaustivo, um dia ele chegou fraco, cansado e com fome. Como seu irmão Jacó cozinhava muito bem, Esaú trocou sua primogenitura em troca de um prato de sopa de lentilhas, isso quer dizer que Jacó tinha mais autoridade e herança diante ao que o pai deixara para eles quando viesse a falecer.
Isaque já era velho e havia perdido sua visão e eis que decidiu que era chegado a hora de transferir toda a sua herança o filho mais velho.
Rebeca nesse momento percebeu a confusão que estava prestes a acontecer, pois Esaú já não era mais o filho primogênito e Isaque naquele momento ficar sabendo, na sua velhice, no final de sua vida o que havia acontecido iria o deixar desapontado eternamente.
Por isso, Rebeca decidiu conversar com Jacó e o convenceu a se passar por Esaú e enganar seu pai Isaque. Esaú concordou e assim o fez. Quando Esaú descobriu que Jacó se passou por ele quis mata-lo. Então sua mãe Rebeca o enviou para a casa de seu irmão e lá ficou por 20 anos. Quando retornou para sua terra, Rebeca, sua mãe, já havia falecido.
Diante dessa história de Receba e Isaque, podemos aprender algumas coisas.
Rebeca foi uma mulher de fé, disse SIM a Deus quando decidiu ir embora de casa para ir em direção a um lugar desconhecido para se casar com um homem que nunca havia visto antes.
Porém, quando Isaque decidiu entregar sua herança ao filho mais velho, Rebeca não teve fé e confiança em Deus em esperar o agir Dele naquele momento, certamente Deus iria prover o milagre. Ela decidiu fazer tudo do seu jeito e muitas vezes nós pensamos que Deus precisa da nossa ajuda, precisa do nosso “empurrãozinho” para que as coisas aconteçam, mas muito pelo contrário, quando isso acontece nós só fazemos com que as coisas deem errado.
Outra lição que aprendemos com Rebeca é sobre o favoritismo diante um filho, essa divisão pode causar vários transtornos, assim como aconteceu com Rebeca, ao tentar ‘mascarar’ um filho no outro.
Devemos examinar os nossos lares, será que não estamos tendo favoritismo com algum de nossos filhos? Será que não estamos acobertando demais as atitudes de nossos filhos?
Devemos também examinar os nossos relacionamentos, pois certamente é um espelho para os filhos. Estamos tento atitudes corretas? Estamos tendo respeito um com o outro? Estamos cooperando? Estamos mentindo ou falando mal?
Rebeca assim como muitas outras mulheres, era uma mulher linda, valorosa, dedicada, amável, ágil, mas o seu amor excessivo por um filho fez ela enganar e mentir para o seu marido, fez ela fraudar a própria identidade de seu filho.
Devemos nos permitir para que Deus haja em nós, devemos ter a certeza de que Deus tem o melhor para nós e que Ele irá cumprir todas as bênçãos prometidas.
E como mulheres de Deus devemos sempre ser exemplo nos nossos lares, no trabalho, com os amigos, enfim... Provérbios 14:1 diz: “A mulher sábia edifica a sua casa, mas a insensata, com as próprias mãos, a derriba. Afinal, estamos edificando ou destruindo os nossos lares? Deus abençoe!" Por: Caroline Dudek, Secretária Executiva - UFPR, cristã . 

{Hey amores! Sigam nas redes sociais! Este mês teremos um lindo sorteio e diversas inspirações cristãs. Também um desafio lindo demaisssssss! Oro por todos vocês sempre e espero que nosso querido Deus sempre os conforte e ampare de todo mal ♥. Beijinhos, Equipe Canto de Sol}





You Might Also Like

0 comentários