2º dia - Jó Cap. 2

Nota-se claramente que a mulher de Jó o amava. Ela via seu sofrimento, via sua dor. Por isso, em um ímpeto de reação ao estado de seu marido ela lhe diz para que peça ao Senhor que o leve. Pode ser que ela estivesse chorando, ou revoltada, ou sem entender. Não podemos julgá-la. Ela era só uma mulher vendo seu esposo sofrer. Mas lendo todo o capítulo e vendo o esforço de Jó em se manter fiel à sua fé, senti pena dele. Pena não só pelos filhos e dinheiro, pela dor e pela doença. Pena , por além de tudo que estava passando, ainda ter que confirmar a fé em que acreditava. Ter ainda que converter os que estão ao seu lado de que manter a fé em Deus é sim o certo, mesmo quando eles lhe falam que não é. 
Pensei em pessoas que me maltrataram e testaram minha fé em meus momentos de sofrimento. Senti raiva. Mas orando e refletindo sobre o texto pensei melhor. Quantas vezes eu já fui como a mulher de Jó? Mesmo que por ansiedade, nada justifica a nossa atitude em desanimar alguém de ter fé em Deus, fé na vida. 
Quer você continuar sendo como a esposa de Jó, que nos momentos de dificuldades negou a Deus, ou quer, mesmo que em silêncio, caso não tenha todas as respostas, ser uma luz em sua vida e na vida dos demais?
Quero ser uma pessoa melhor. Quero ter mais fé.

Sugestão de áudio: Padre Fábio de Melo -  Não desista do amor





You Might Also Like

3 comentários

  1. Sou sua fã, tuas palavras me inspiram. Parabéns pelo trabalho!!

    ResponderExcluir
  2. Excelnte trabalho, que Deus te ilumine nessa jornada!!!! Já virei Fã!!!!!!!!

    ResponderExcluir